Nos últimos dias de junho, fomos bombardeados com Marketing da Universal, do filme ‘Barbie’, que estreará em meados de junho/julho de 2023. Com elenco de peso contando com ninguém mais ninguém menos do que a maravilhosa Margot Robbie como Barbie e Ryan Gosling como Ken.

    E realmente como não instigar os fãs, o público em geral com essas duas estrelas vestidas com roupas neon da Barbie? Muito chocante e interessante mesmo. Nos fez imaginar muitas coisas…

\"\"

    Mas o que mais me intrigou não foram as roupas, ‘marca texto’ ou os atores em contextos completamente diferentes do que já havíamos visto em outros filmes das duas estrelas. O que mais me fez questionar e o que não sai da minha cabeça, é quem está por trás disto tudo.

     E pra mim é o que mais choca, porque é a irreverente que Greta Gerwig.

    Uma diretora e atriz que eu adoro! Só que ela até o momento fez filmes, completamente diferentes do universo de Barbie, que o seria mais ‘popular’ de sua carreira até o momento. Então, fico imaginando, o que será de “Barbie” de Greta Gerwig??? Será um filme ‘Cult\’, ou um longa ‘blockbuster’ super popular, ou será que vai se tornar a melhor versão de Barbie de todos os tempos, e ficará marcado na história como a Barbie original?? Ou nenhuma das três coisas e o filme irá flopar?? Bom, só esperando até o ano que vem pra confirmar.

    Enquanto isso, resolvi selecionar uns trabalhos da diretora e atriz para que todos possamos especular juntos.

Para conhecer Greta Gerwig como atriz

Frances Há – 2012

\"\"

‘Frances se joga de cabeça em seus sonhos, mesmo que a realidade possível seja bem pobre. Ela quer muito mais do que tem e leva a vida com uma alegria inexplicável e muita leveza.’

Mistress America – 2015

\"\"

‘Tracy é uma caloura solitária em Nova York, sem a experiência excitante da faculdade, nem o estilo de vida glamoroso de uma metrópole que ela havia imaginado. Mas quando conhece Brooke, com seus planos malucos, tudo se transforma.’

Maggie tem um plano – 2015

\"\"

 

‘Maggie é uma vibrante nova-iorquina que, sem nunca ter encontrado o amor, decide ter um filho sozinha. Mas quando conhece John Harding, um professor de antropologia que sonha em ser romancista, ela se apaixona pela primeira vez.’

Mulheres do Século 20 – 2017

\"\"

 

‘Na Califórnia dos anos 70, uma mãe tenta cuidar de sua família da melhor forma possível enquanto também procura respostas para as vidas de suas duas jovens amigas – uma fotógrafa aficionada pela cultura punk e uma amiga de seu filho.’

Para conhecer Greta Gerwig como Diretora:

Lady Bird – 2017 (Nomeado a 5 Oscars incluindo melhor filme e melhor direção)

\"\"

‘Christine McPherson está no último ano do colégio e o que mais deseja é fazer faculdade longe de Sacramento, Califórnia, ideia rejeitada por sua mãe. Lady Bird, como a garota de forte personalidade exige ser chamada, não se dá por vencida e leva o plano de ir embora adiante mesmo assim. Enquanto a hora não chega, ela se divide entre as obrigações estudantis no colégio católico, o primeiro namoro, típicos rituais de passagem para a vida adulta e inúmeros desentendimentos com a progenitora.’

Adoráveis Mulheres – 2019 (Nomeado a 6 Oscars incluindo melhor filme e vencedor de melhor figurino)

\"\"

‘Nos anos seguintes à Guerra de Secessão, Jo March e suas duas irmãs voltam para casa quando Beth, a tímida irmã caçula, desenvolve uma doença devastadora que muda para sempre a vida delas.’

 Depois que se conhece um pouco da filmografia de Greta, nota-se que a cineasta nunca ou quase nunca interpreta, dirige e escreve papéis em que se vê como a garota ‘popular’ ou até mesmo como a coadjuvante de sua própria história, ela quase sempre se coloca como a amiga de alguém que ela acha mais legal que ela, ou como sonhadora, sonhando com uma vida que ainda parece longe de alcançar, o que por muitas vezes, nos faz ter empatia com suas personagens e histórias.

  Agora depois de assistir e conhecer Greta Gerwig e pensar que ela está dirigindo o tão fora de sua caixa “Barbie”, não tem como não se interessar, né?

Por

\"\"